CONDIÇÃO: HUMANA?

terça-feira, 14 de abril de 2009


“Sou uma gota d'água / Sou um grão de areia”

O fragmento acima é da música “Pais e Filhos”, da saudosa banda de Rock Legião Urbana. Sem sombra de dúvidas, tal música faz parte de um seleto grupo de imortais canções da nossa MPB, pela abrangência e mensagem que a contém.

Hoje, na dita “Sociedade Contemporânea” ser gota, grão, algo tão ínfimo já não está no (in) cociente humano. Nosso atual modelo neoliberal, onde a “urgência de vencer na vida” custe o que custar, limpou de nossas cabeças a incontestável noção de que somos mais um, apenas e tão somente mais um, dentro desse grandioso mecanismo que se chama Terra. Freud dizia que ao lançar “A Origem da Vida”, Darwin causou a ira da igreja por ter tirado o alo “único e especial” que até então nos dávamos, causando uma “frustração”, um rasgo na alma.

“Você me diz que seus pais não entendem / Mas você não entende seus pais...”.

Desde que a ouvir pela primeira vez, achei que o Vaticano deveria transformá-la num Salmo. Toda a letra remete a uma passagem bíblica que diz: “Ama teu próximo como a ti mesmo”. Talvez esse seja o grande desafio nosso, nos amar! É claro que não se pode amar a todos, mas pode-se compreender. Nós somos essencialmente egoístas, querem um exemplo? Esses casos de chacina que volta e meia acontece nos E.U.A. O lunático que mata meio mundo e se mata depois, sempre se acha o mau visto, deixado de lado... Nunca fui um exemplo de popularidade, e houve uma época em que era o “patinho feio da turma”; teve um episódio no ensino médio que me fez mudar (não irei relatar, até porque não vêm ao caso). Passei a ir atrás “da minha turma” e não ligar para o que achavam de mim, simplesmente desencanei! Percebi que “ser aceito” não é mendigar amizade e compreensão, mas sim, NOS ACEITAR! Forçar uma situação, querer por querer a amizade alheia sem que o outro esteja disposto a aceitar é pura idiotice. Precisamos tentar entender a opinião do outro e principalmente, aceitá-la, afinal, “cada um tem a sua verdade”, e devemos respeitar isso.


“Meu filho vai ter nome de santo”

A “condição humana” está sendo substituídos pela “Zumbi” e que cresce dentro das mentes e corações humanos. Percebam que já não há mais a “típica relação de pais e filhos”. Exemplos em 2008 é que não faltam! O caso Nardoni, onde uma menina foi jogada janela abaixo por causa do ciúme doentio da madrasta e frouxura do pai. Os meninos gêmeos esquartejados no interior de São Paulo, e até mesmo o caso Eloá, que os pais permitiram que a garota se relacionasse com “um homem feito” quando a mesma ainda era uma CRIANÇA.

Por onde anda os padrões éticos e morais de nossa sociedade? (soou moralista NE não?). Talvez tenham sido substituídas pelo BBB (e vai ter o 10! Jesus toma de conta! – o “original” não o da Madonna). Aliás, alguém que assiste esse nefasto programa Global (Plimplim) sabe me dizer quem é o novo Presidente do Banco Central (não vale ir ao Google) ou em quem voltou para Vereador ano passado e Deputado Estadual a três anos e meio atrás?


“Eu moro na rua não tenho ninguém”

Falando nisso... Tava discutindo com um amigo tempo desses, se algum BBB maníaco dá esmola ou contribuí para alguma “casa de caridade” ou “instituição social”. Afinal, se gasta com TV paga, ligações fixas, torpedo de celular e internet para se ter acesso a “casa mais vigiada do Brasil” (né Bial?), para premiar um (a) cidadão (a) que melhor mentir e dissimular, por que não fazer as sua vezes sociais? (dê de comer a quem têm fome...).

“É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã / Por que se você parar prá pensar / Na verdade não há...

Tentamos nos formar, ter um bom emprego, ser reconhecidos, mas e daí?
O que isso tudo adianta se não temos a consciência do todo!?

Sou um grão de areia / Sou uma gota d'água

Não dependemos totalmente do outro, mas sem o outro não existimos! De que maneira quer conviver e interagir com família, amigos, colegas de trabalho, amores...

Quando você crescer, o que você vai ser? Humano ou Zumbi?

Comments

12 Responses to “CONDIÇÃO: HUMANA?”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Jairo Souza disse...

Mais um ótimo post Daniel! O próximo! Aonde colocamos ele na nossa vida! Quanto tempo dedicamos ao nosso próximo! As pessoas trocam o próximo por uma televisão ou uma tela de computador, esquecem q a vida está lá fora agonizando a cada dia que passa! Abçs!

14 de abril de 2009 23:02
iara-alencar disse...

Voce pode até dizer que nao curte, mas no fundo, a julgar pelas vezes que voce cita o BBB, voce o adora e como os demais que sentem medo do julgamento popular, vc diz que é bobagem e alienação, talvez alienação seja negar a si mesmo o direito de gostar de uma besteira.
Essa é muito bonita mesmo, outra que adoro é andrea doria.
IARA

15 de abril de 2009 05:01
Kally disse...

Excelente post, nossa!.. fiquei até sem palavras... que visão realista.. bem até demais... devemos nos amar mais, amar aos outros, não forçar situações, etc; realmente o ser humano deixou de ser humano... está mais pra zumbi em questões inter e intra-pessoais.. nada humano mesmo! Dá até medo de pensar onde isso vai parar.. e vemos cada vez + e mais casos de desamor, de desunição entre irmãos, amigos, pais e filhos... a era zombination está aí! Temos que reforçar o nosso lado humano na HUMANidade... e rápido - e isso se faz com respeito e amor (que são os ingredientes que mais tem faltado nas receitas das vidas).

Beijosssssss

15 de abril de 2009 06:46
iara-alencar disse...

ahahahhaah
Só tenha cuidado pra nao confundir os "max" ops Marx!!
A teoria do essencial x religiosidade na versão marxista é super interessante.

15 de abril de 2009 07:59
Bárbara Stracke disse...

depende o tipo de zumbi, eu até gosto...rsrs

eu concordo muito com o que vc escreveu, aliás, nem acho que mereça ir por marcador de textos idiotas, pq é a pura verdade.

ontem mesmo eu estava reclamando pela infinitésiam vez de quanto eu odeio pessoas...

existem mil motivos que me fazem detestar andar em público em locais como lotação, metrô, enfim...sempre tem gente me irritando.

Hoje paguei a língua qdo um ser honesto me poupou de ter perdido um passe de metrô e daí, gostei neste momento de tbm ser gente. Pq o mais raro é ter gente honesta neste mundo.

Afinal, como vc disse, subir na vida a qlqr custo é a rotina da sociedade.

Tá tudo deformado, mas o BBB e odiável rede globo não são culpados. Pq as pessoas escolhem o que vão ver. Como agir e o que vão ser.

Humanos ou zumbis.

bjz

ps.: note que eu não defendo esses programas populares de tv/entretenimento. Apenas atribuo a responsabilidade às próprias pessoas.

15 de abril de 2009 08:35

Yahhhhhhhhhhhhhhhhhh. UHhhhhhhhhh.
Salve, Salve Daniel!
Seeeeem palavras. Muito profundo e real brother. É isto mesmo. Perfeito.
Eu tento aceitar, entender e não quero forçar a minha entrada em um determinado grupo ou tribo! O amor pessoal é primordial.

Bjoks

15 de abril de 2009 09:00
Neto disse...

Ótimo Daniel. Fez uma bela reflexão sobre um tema profundo.

15 de abril de 2009 14:18
Lugirão disse...

Daniel eu sei que o assunto é sério, mas hoje não estou para assunto sério,rs.

Não pude deixar de ver o comentário da Iara e claro dar uma boa gargalhada... nem vou falar nada.. porque duas pegando no teu pé, não dá.

Beijão

15 de abril de 2009 16:36
Tássia Jaeger disse...

Belo texto guri. Concordo com tudo. Não há nem o que complementar.

15 de abril de 2009 20:49
Leticia disse...

E eu dia desses falei pro amado : não é uma vergonha para nossa geração as músicas do Legião Urbana continuarem tão atuais?!

Mérito pro Renato Russo , questão para nós : o que temos feito para , efetivamente ,mudarmos o que nos incomoda?

16 de abril de 2009 12:33
Edgar Borges disse...

serei humano, demasiadamente humano.

Edgar Borges
www.edgarb.blogspot.com

16 de abril de 2009 13:51
Aria Lucia disse...

isso nao e nada de brincadeira. Vc Daniel foi usado por Deus com palavras sabias. Vou dar catequese emcima do seu comentario!!!
So assim seremos humanos e filhos de Deus.

4 de maio de 2013 20:28